Em 28 de agosto, um grande dia é celebrado para a Igreja em geral e para toda a família agostiniana recoleta: a solenidade de Santo Agostinho. Por esta razão, o Prior Geral da Ordem dos Agostinianos Recoletos, Miguel Miró, enviou uma mensagem para toda a família agostiniana recoleta (religiosas, fraternidades seculares FSAR, jovems JAR e pessoas que partilham o carisma recoleta em paróquias, escolas e outras presenças da Ordem) solicitando a celebração da festa com “gratidão e alegria”.

Neste Ano da Santidade, o Prior Geral em sua mensagem lembra a proximidade do Santo de Hipona, que é “pai, mestre, amigo e companheiro em nossa caminhada”. Também lembra: “os santos da Ordem e muitos cristãos de todas as épocas aprenderam de Agostinho a viver, rezar e amar”.

Criadores de comunhão

O Prior Geral lembra a importância de pedir ao Senhor “manter com espírito renovado o sonho de santo Agostinho de viver como irmãos «com um só coração e uma só alma» (Regra 1, 2), refletindo o ideal dos primeiros cristãos e sendo profecia viva da comunhão neste mundo, para que não haja divisão, nem conflitos nem exclusão, mas reine a concórdia e se promova o diálogo” (Francisco, Discurso ao 55º Capítulo dos Agostinianos Recoletos)”. 

Como o Papa Francis disse em audiência a ordem durante o último Capítulo Geral, temos de ser criadores de comunhão e, portanto, o Prior Geral recordou em sua mensagem que aprendemos de St. Augustine para “ser criadores de comunhão, a dialogar em comunidade, a fazer propostas de vida e esperança, a trabalhar pela paz e a ser solidários com os mais pobres”.

O prior geral conclui suas palavras com o desejo de que “o Senhor renove na família agostiniano-recoleta o espírito infundido em santo Agostinho, para que vivamos unidos em Cristo e anunciemos o Evangelho com esperança e alegria.”

Faz-nos singelos e generosos

Santo Agostinho,

ensina-nos a ser humildes e agradecidos

para reconhecer os dons do Senhor

e a ser generosos para compartilhá-los com alegria.

Tu, que és luz evangélica para tantas gerações,

caminha hoje conosco

e ilumina nossos caminhos e processos de revitalização.

Ajuda-nos a discernir a vontade de Deus

e a tomar as decisões acertadas

em resposta ao chamado da Igreja

e às necessidades da humanidade. Amém.