Uma nova configuração, o mesmo “Estilo de vida”

O Prior Geral e seu Conselho se reuniram com os priores provinciais para estabelecer as prioridades da Ordem dos Agostinianos Recoletos depois do processo de reestruturação. É o primeiro encontro depois da união das províncias.

Em outubro de 2016, o Capítulo Geral da Ordem dos Agostinianos Recoletos aprovou um processo de reestruturação histórica que reduziria a organização de oito para quatro províncias. Depois de ter tido lugar em 2018, durante os capítulos provinciais, a nova organização é agora uma realidade.

No encontro que o Prior Geral e seu Conselho realizaram com os quatro priores provinciais de 1 a 5 de abril, ficou claro o novo tempo em que os religiosos vivem, já imersos em uma nova configuração que quer levar a uma revitalização do carisma. Com uma nova estrutura, os agostinianos recoletos mantêm seu desejo de viver intensamente seu carisma comunitário de oração e missão. A “Forma de viver” que Frei Luis de León escreveu para os agostinianos recoletos continua presente com uma nova configuração.

O processo de união das províncias foi um dos principais temas do encontro. Analisamos os progressos realizados depois dos capítulos provinciais e a implementação da reestruturação, que deixa novas realidades para os religiosos de diferentes províncias e países. Também se propõe uma nova realidade das obras sociais, da educação e dos ministérios pastorais, até agora dependentes de outras províncias.

O projeto de vida e missão: o guia dos agostinianos recoletos

Neste processo de reestruturação e revitalização, é necessário levar a cabo um projecto que permita pilotar todas as acções. Por isso, foi avaliado o Projeto de Vida e Missão de cada inspetoria, em sintonia com o que derivou do Capítulo Geral de 2016. Além disso, foi enfatizada a necessidade de criar este mesmo projeto em cada comunidade para torná-las mais vivas e evangelizadoras.

O Conselho Geral e os priores provinciais concordaram em unir esforços em dois pontos chave do sexênio 2016-2022: a formação dos religiosos agostinianos recoletos e a promoção vocacional. Em ambas as áreas, os secretariados correspondentes e as províncias trabalham em conjunto.

Na Ordem dos Agostinianos Recoletos há dois outros temas prioritários: a proteção dos menores e a prevenção de abusos nas comunidades e obras apostólicas (nos centros educativos e ministérios); e a implantação da Rede Internacional de Solidariedade Agustino-Recoleta ARCORES no mundo.

Um encontro histórico

O encontro também avaliou o trabalho dos organismos gerais e provinciais (secretariados e comissões); analisou a comunicação interna na Ordem, nas províncias e vicariatos; apresentou propostas para promover a comunhão e o trabalho em equipe; e estabeleceu diretrizes para a gestão econômica e a comunhão de bens na Ordem e nas províncias, entre outros temas.

O encontro histórico – o primeiro do Conselho Geral com os quatro provinciais – destacou-se sobretudo pelo clima de abertura, sinceridade, transparência e desejo de comunhão. Estavam presentes todos os conselheiros, assim como os priores provinciais. Os Conselheiros gerais foram responsáveis por fazer uma apresentação sobre cada um dos temas, a partir de um questionário prévio enviado aos provinciais e acrescentando os relatórios correspondentes aos seus respectivos secretariados ou comissões. Em seguida, os provinciais intervieram, acrescentando mais informações. Em seguida, o diálogo foi aberto e todos os temas terminaram com uma intervenção do prior geral para as conclusões sobre o tema levantado.

Com este impulso, a Ordem continuará a trabalhar sobre estas prioridades com o seu novo regime. A reunião será repetida todos os anos para dar seguimento aos acordos e aos novos desafios apresentados.

This post is also available in/Este conteúdo está disponível em Português: Español English

Suscríbete a nuestra

Newsletter