Promoção vocacional virtual para evitar o contágio

Os promotores vocacionais no Brasil têm continuado a acompanhar os jovens no discernimento de sua vocação durante a pandemia, através dos meios digitais.

A pandemia da COVID-19 forçou a suspensão do acompanhamento vocacional e da convivência em todo o mundo. No entanto, a pastoral vocacional não parou. Os religiosos agostinianos recoletos do Brasil encontraram novas fórmulas para estar próximos aos jovens que consideram sua vocação para a vida agostiniano-recoleta. Nesse sentido, os religiosos têm reorientado seu planejamento para 2020, para o qual as redes sociais têm servido de apoio para que o contato direto com os jovens no processo vocacional continue a existir.

Os três religiosos responsáveis pela promoção vocacional no país – André Pereira, Gustavo Barbiero e Rhuam Ferreira – empreenderam múltiplas iniciativas para acompanhar os mais de 60 jovens do Espírito Santo, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Pará, Rio Grande do Sul e Pernambuco. “Há muitos jovens que vêm até nós com o desejo de conhecer nosso carisma e responder com liberdade e generosidade ao chamado que o Senhor faz a cada um”, relatam na websitestv.org recoleta. Portanto, estes três agostinianos recoletos trabalham para dar a conhecer um carisma que hoje “continua sendo uma forma válida, atual e profética de viver o Evangelho”.

Desde o início das medidas de isolamento contra o coronavírus, os promotores vocacionais do Brasil intensificaram o contato virtual através das plataformas de mensagens e e-mail, assim como das redes sociais. Semanalmente eles têm produzido pequenos vídeos sobre temas vocacionais. A iniciativa mais relevante foi realizada nos dias 19, 20 e 21 de junho. Pela primeira vez, eles realizaram uma reunião vocacional online. “Foi uma experiência inovadora, rica em encontros, diálogo e fraternidade”, dizem eles.

Cerca de 45 jovens se reuniram online para ouvir as palestras de formação e compartilhar suas experiências, a fim de crescer na fé. “Foi um encontro marcado pelo entusiasmo, amizade, oração, reflexão, questionamento e partilha”, explicaram. O momento mais importante da partilha virtual foi a adoração eucarística, que foi transmitida ao vivo. Geograficamente separados, todos os jovens se uniram como uma só alma para rezar diante de Jesus no Santíssimo Sacramento.

A oração foi precisamente outro aspecto do processo vocacional que eles não descuidaram em momento algum. Eles têm continuado a rezar pelos jovens que estão considerando a sua vocação: “Sem oração não há encontro, não há sentido, não há vida, não há chamado e, portanto, não há resposta”.

O trabalho deles continuou ativo durante a pandemia, adaptando-se a uma nova realidade. Continuarão fazendo isso para responder às perguntas dos jovens, para ajudá-los a responder ao chamado de Deus e para mostrar ao mundo a relevância do carisma agostiniano recoleto.

This post is also available in/Este conteúdo está disponível em Português: Español English