Francisco Javier Acero, novo bispo auxiliar do México

O agostiniano recoleto, de origem espanhola e nacionalizado mexicano, foi escolhido pelo Papa Francisco como bispo auxiliar da Arquidiocese do México.

O Papa Francisco nomeou o agostiniano recoleto espanhol Francisco Javier Acero Pérez como o novo bispo auxiliar da Arquidiocese Primaz do México. Também lhe foi designada a sede titular da Sufasar. A Santa Sé tornou pública a nomeação na quinta-feira 15 de setembro em seu boletim de imprensa diário.

Francisco Javier Acero torna-se assim o 23º bispo agostiniano recoleto do mundo. O religioso, de origem espanhola, foi Vigário Provincial no México, onde passou a maior parte de sua vida pastoral.

Sacerdote agostiniano recoleto e cidadão mexicano naturalizado, ele nasceu em Valladolid (Espanha) em 1973. Desde sua infância, estudou com os Agostinianos Recoletos, com os quais completou seus estudos primários e secundários. Em 1993, ele foi consagrado como religioso agostiniano recoleto e estudou filosofia e teologia. Ele foi ordenado padre em 31 de julho de 1999.

Durante 13 anos serviu como vigário paroquial e pároco, capelão e capelão na paróquia de N. Sra. de Guadalupe de los Hospitales (col. Doctores, Cidade do México); foi decano do antigo Vigário Episcopal de San Pedro Apóstol na mesma arquidiocese. Ele foi o promotor e primeiro presidente da obra social CARDI (2006), instituição dos Agostinianos Recoletos na Cidade do México, que presta ajuda aos doentes e suas famílias nos hospitais da Colônia Doctores. Foi membro do comitê de ética médica e bioética do Hospital de Especialidades CMN siglo XXI, assim como animador e coordenador da missão permanente e do processo missionário evangelizador no mesmo bairro (1999-2012).

Em 2012 ele foi transferido para Querétaro como diretor da Escola Fray Luis de León. Além deste papel educacional, ele coordena e promove as atividades do CEAR (Centro de Espiritualidade Agustino Recoleta). Durante este tempo ele fundou a Recoletos TV, uma produtora audiovisual que evangeliza através da Rádio e Televisão, e acompanhou os jovens do movimento JAR. Durante os últimos sete anos foi o principal superior dos Agostinianos Recoletos no México e na Costa Rica, e liderou a implementação da Rede Internacional de Solidariedade Agostiniano Recoleta ARCORES nesses mesmos países.

Além de seus estudos eclesiásticos (licenciatura em Teologia pela Universidade de Navarra), é formado em Psicologia (UIC, Universidad Intercontinental), estudos em Psicoterapia Gestalt (INTEGRO) e diploma em Planejamento Pastoral Participativa (Pontifícia Universidade do México). Ele também é especialista em Comunicação Institucional e evangelização digital. Foi professor na Pontifícia Universidade do México (2020-2021), no curso de Teologia Pastoral e no Mestrado em Teologia e Psicodinâmica Familiar. Ele é um especialista na prevenção de abusos na Igreja e na proteção de pessoas vulneráveis. Como membro do Conselho CEPROME para a América Latina, ele deu palestras, cursos e oficinas em nível internacional, para várias dioceses e congregações religiosas, sobre fatores de risco e prevenção de abuso sexual, abuso sexual infantil em ambientes pastorais, protocolos de ação diante do abuso infantil e o papel do porta-voz da comunicação social em uma instituição eclesiástica.