Origen y carisma

Origen y Carisma

Os agostinianos recoletos são uma ordem religiosa formada por cerca de 1.200 religiosos que, vivendo sua vida fraterna em comunidade, querem seguir a Cristo, casto, pobre e obediente; procuram a verdade e estão a serviço da Igreja. Se esforçam, também, para crescer na caridade de acordo com o carisma de Santo Agostinho e naquilo que é próprio da Recoleção: a interioridade e a radicalidade evangélica.

ORÍGENES

Ante de tudo, queridos irmãos, amemos a Deus; depois, também ao próximo, porque estes são os principais mandamentos que nos foram dados” (Mt 22,36-40). Regra do nosso pai Santo Agostinho.

No século XVI, alguns religiosos agostinianos da província de Castela (Espanha), impulsionados por um carisma coletivo especial, queriam viver com renovado fervor e sob novas normas, o caminho da vida consagrada que Santo Agostinho fundou na Igreja, ilustrou com sua doutrina e exemplo e ordenou em sua santa Regra. Algo semelhante aconteceu, no início do século XVII, na província agostiniana da Colômbia.

Os agostinianos recoletos são herdeiros da forma de vida suscitada por Santo Agostinho (354-430) e assumida no século XIII, com espírito mendicante, pela Ordem de Santo Agostinho (Grande União de 1256). Depois de mais de três séculos de história, em 1912, foram reconhecidos pela Igreja como Ordem religiosa autônoma.

O seu projeto de vida é o próprio de uma Ordem religiosa, suscitada sob o impulso do Espírito Santo e aprovada pela Igreja: vivendo em comunidade de irmãos, desejam seguir a Cristo casto, pobre e obediente; buscam a verdade e estão a serviço da Igreja; esforçam-se para crescer na caridade segundo o carisma de santo Agostinho e a intensidade própria da Recoleção.

O CARISMA

O Forma de Vida, escrita pelo Frei Luis de León, foi aprovado pelo Definitório provincial em setembro de 1589 e, oito anos depois, obteve a confirmação pontifícia. Seus catorze capítulos traduzem e especificam o desejo de maior perfeição em uma intensificação da vida contemplativa e comunitária, e em uma acentuação das características ascéticas da vida religiosa. Esta forma de viver começa a ser praticada no convento de Talavera em outubro de 1589.

O carisma é uma experiência do Espírito Santo que implica um modo específico de ser, uma específica missão e espiritualidade, estilo de vida fraterna e estrutura a serviço da missão eclesial. O carisma agostiniano resume-se no amor incondicional a Deus, que une as almas e os corações em convivência comunitária de irmãos, e que se difunde para todos os homens para uni-los em Cristo, dentro da sua Igreja. A vivência do próprio carisma lhes transmite a vitalidade que procede do Espírito Santo, renova-os constantemente e os impulsiona em direção a uma formação permanente, para estarem disponíveis ao serviço da Igreja.

Patrimônio espiritual da Ordem são a vida, a doutrina e a Regra de Santo Agostinho, a “Forma de viver” dos alvores da Recoleção e o testemunho de santidade de tantos irmãos que, fiéis ao Espírito, deram vida à sua história.

As Constituições são a expressão do carisma da Ordem e propõem a maneira peculiar de seguir a Jesus, respondendo à vocação de agostinianos recoletos. Nelas se integram os três aspectos constitutivos do carisma: o amor contemplativo, o amor ordenado comunitário e o amor difusivo apostólico.

A Ordem compõe-se de religiosos sacerdotes e religiosos irmãos; todos eles vivem a sua vocação, partilham a vida fraterna na comunidade e têm uma missão a realizar.

This post is also available in/Este conteúdo está disponível em Português: Español English